Ritual para comemorar o Beltane





É o período em que o Deus torna-se sexualmente maduro e sendo então um homem, apaixona-se pela Deusa. Os dois fazem amor pelos campos e dessa sagrada união nasce toda a vida na natureza. Este Sabbat é comemorado a 31 de Outubro no Sul ou 01 de Maio no Norte. 

Durante o Beltane o caldeirão deverá estar sempre cheio de água e com flores boiando dentro. Também deve-se erguer um pau, tronco ou bambu e amarrar em sua extremidade mais alta fitas de várias cores. Durante a celebração do Beltane, cada buxo e bruxa da Coven deve pegar uma ponta da fita e todos devem girar enrolando-a. O bambu representa o falo do Deus (seu órgão genital).

O Beltane é o mais alegre e festivo de todos os Sabbats. O Deus, que agora é um jovem no auge da sua fertilidade, se apaixona pela Deusa, que em Beltane se apresenta como a Virgem e é chamada "Rainha de Maio". Comemora-se então esse amor que deu origem a todas as coisas do Universo. 

O Deus céltico Belenus (Belenos) simboliza a face radiante do sol que surge em Maio para anunciar ao mundo que a primavera voltou. Por isso, no Beltane, tradicionalmente acendem-se fogueiras, que simbolizam o Deus Belenus.

É costume, durante as celebrações, acenderem-se fogueiras lado a lado, formando um corredor, por onde os bruxos e bruxas passam para se livrarem de doenças e energias negativas. Nos tempos antigos, costumava-se passar o gado e os animais domésticos entre as fogueiras com a mesma finalidade (daí veio o costume de "pular a fogueira" nas festas juninas). Se não houver espaço, duas tochas ou mesmo duas velas podem ter a mesma função. Deve-se ter muito cuidado para evitar acidentes.

As fogueiras são utilizadas tanto para purificar como para fertilizar, casais que renovam votos de amor também costumam passar pelas fogueiras, para revigorar a paixão. Nestas fogueiras do Beltane nada deve ser queimado, pois ela simboliza vida e não destruição. 

Muitos bruxos e bruxas colocam cristais dentro das fogueiras e deixam que o fogo de Belenus os energizem, principalmente, cristais que serão utilizados para cura de problemas relacionados à fertilidade feminina ou masculina.

Outra tradição do Beltane, considerada por muitos pagãos como a mais bela, é o Maypole, ou Mastro de Fitas. Como já mencionamos anteriormente, trata-se de um mastro (pau, tronco ou bambu) enfeitado com fitas coloridas. 
Durante uma celebração ritualística, cada membro do Coven escolhe uma fita de sua cor preferida ou ligada a um desejo. Todos devem girar trançando as fitas, como se estivessem tecendo seu próprio destino, colocando-os sob a proteção dos Deuses. 

É costume em Wicca jamais se casar em Maio, pois esse mês é dedicado ao casamento do Deus e da Deusa. Contudo, como este Sabbat representa o início do verão e marca a morte do inverno, sempre é comemorado com muitas músicas, danças e banquetes. Em Portugal, a Festa das Maias é um vestígio das antigas celebrações celtas do Beltane.

O Beltane, durante séculos, foi erroneamente interpretado como um ritual de orgia porque muitos pagãos faziam sexo durante as celebrações. O que ocorre é que este Sabbat celebra a paixão e fertilidade do Deus e da Deusa, por isso, é compreensível que os antigos bruxos e bruxas fizessem amor com mais paixão durante este período, em decorrência da influência do próprio significado da celebração.


CELEBRAÇÃO DO BELTANE
Em Beltane, louvamos a Deusa em seu aspecto de Gaia, a Mãe Terra, e o Deus em seu aspecto de Deus Sol.

  • Objetos

2 velas brancas
1 grinalda de flores (escolha flores da primavera, de preferência)
4 velas verdes
Fitas coloridas (quantas você quiser)
1 árvore ou planta que possua galhos para amarrar as fitas
1 caldeirão
Flores coloridas e variadas
Cristais para fertilidade (ágata de fogo, larimar, rodonite, bismuto, olho de tigre, rubi, coral, pedra da lua, smithsonite, cornalina, pérola, turmalina vermelha, crisópraso, quartzo rosa, unakite, granada, rodocrosite, varsinite, jade, zincite, jaspe ou zoisite)

  • O ritual

Monte um altar, bem alegre com flores e cristais, próximo a uma árvore ou planta que possua galhos para amarrar as fitas. Coloque também, no altar, o caldeirão com água e flores dentro. Coloque as velas brancas e acenda-as.

Após montar o seu altar, consagre as fitas, os cristais e o caldeirão. Faça um círculo mágico com as velas verdes, oferecendo cada uma a um dos espíritos (elementais) que simbolizam os quatro pontos cardeais: norte, sul, leste, oeste.

IMPORTANTE: A PLANTA OU ÁRVORE DEVE FICAR DENTRO DO SEU CÍRCULO MÁGICO, JUNTO COM O ALTAR.

Feito o círculo mágico, segure as duas velas brancas acesas em suas mãos e diga as seguintes palavras:

"Oh fogo do Beltane, envia suas chamas do sol,
que venha a promessa de calor do verão,
O Deus Beltanus em seu másculo poder,
fecunda a terra e enche-a de vida.

Flores e frutas em vida radiante,
A luz e a clareza do sol crescem vivificante,
Agora é a hora da vida, do nascimento!

Este é o poder que eu quero, este é o poder que eu já tenho.
Como tua sacerdotisa, posso espelhar vida e banir a contenda.
Abençoa-me Deus Beltanus, abençoa-me Deusa Gaia,
que eu seja tuas mãos de vida, em tudo que eu tocar!"


Ditas estas palavras, coloque as velas no altar e comece a amarrar as fitinhas coloridas na planta ou árvore, fazendo um pedido ao Deus Beltanus e à Deusa Gaia para cada fita. Faça pedidos não apenas para você mas também por pessoas que precisam de ajuda. Peça pela saúde de doentes, pela felicidade de casais, a vinda de filhos. Os pedidos podem ser feitos em voz alta ou em pensamento, isto não altera a magia.

Após amarrar todas as fitinhas, desfaça o círculo mágico e pegue as velas brancas novamente. Abençoe com as chamas alguns objetos, pessoas ou animais que você deseja abençoar. Basta passar o que deseja abençoar entre as chamas da vela, não é necessário tocar no fogo.

Diga as seguintes palavras enquanto abençoa com as velas:

"Abençoado e consagrado seja,
que Beltanus te proteja!"

Só desate as fitinhas no mês de junho e enterre-as na natureza, em um local bem bonito e cheio de vida (jardim, campo, etc.)


Assista este interessante vídeo do nosso canal