Desenvolvendo poderes mágicos através da meditação





A palavra Magia vem da raiz Magi, que significa "saber, conhecer". Deduzimos, então, que Magia é conhecimento e sabedoria sobre a natureza de tudo que existe no mundo, inclusive a sua própria natureza.

Os bruxos e bruxas iniciam sua jornada mágica procurando dentro de si mesmos os seus poderes, seus talentos e aptidões. É algo único, não compartilhável e poderoso!

Por isso a meditação é tão importante na bruxaria, pois é através dela que os bruxos e bruxas desenvolvem seus poderes, através do autoconhecimento e interação com a natureza. Somente conhecendo o seu próprio espírito e a ligação deste com a natureza e os Deuses é possível evoluir na magia.

Esta conexão do espírito com o Divino está presente na humanidade em várias religiões, praticamente em todas. Na bruxaria, o bruxo ou a bruxa conversa com os Deuses, mostra-se para eles sem medos, revelando sua alma e seus desejos mais secretos. 


Esta conexão entre Deuses e bruxos ocorre por meio da meditação e é através dela que muitos poderes são revelados. É possível aprender a trabalhar com as forças da natureza, com espíritos, prever destinos, projetar-se em sonhos, sentir um mal lançado contra si ou contra outros, dentre muitas outras coisas. Bruxos e bruxas poderosos conseguem ver até o sexo de um bebê ainda no ventre da mãe!

A meditação é um estado de alteração da mente que desperta o que está oculto no espírito!

Há muitas técnicas de meditação e aqui serão citadas as principais: técnica da respiração, meditação na vela, meditação pelo canto, meditação com tambor.

  • Técnica de respiração


Respirar é a primeira coisa que fazemos quando nascemos, o primeiro ato mágico que desperta nossa mente e consciência. Por isso, aprender a respirar bem é a primeira coisa que um Bruxo deve fazer, pois só assim conseguirá chamar a atenção de sua mente para que mudanças espirituais e materiais se estabeleçam.

Vá para algum lugar na natureza, como um parque ou jardim, sente-se e deixe sua mente vagar por alguns minutos. Quando um pensamento perturbador lhe acometer, fixe sua atenção nele por alguns minutos e então deixe-o ir. Faça isso até que sua mente torne-se serena e clara. 

Preste atenção a sua respiração. Inspire profundamente pelo nariz e expire pela boca. Imagine que a cada inspiração você é preenchido com energia positiva, saúde e vida e que a cada expiração sua tensão, dores e preocupações diminuem. Faça isso seguidas vezes.

Quando respirar, tenha em mente que a vida o nutre e quando expirar saiba que você nutre a vida. Repita o mesmo processo sucessivas vezes até sentir que está revigorado. Quando terminar, agradeça ao elemento ar e a partir daí faça de sua respiração um ato de cura e transformação de sua consciência.

  • Meditação da vela


Olhe fixamente para a chama de uma vela, feche os olhos e visualize com os olhos da mente o contorno da chama. Abra novamente os olhos e desta vez, preste bastante atenção na chama. Fixe seu olhar nela por alguns minutos.

Feche os olhos novamente e tente visualizar a vela acesa na sua frente da forma mais real e viva possível. Faça isso várias vezes. 

Esta é uma técnica de meditação muito boa para desenvolver o poder de visualização, já que muitas práticas mágicas requerem a fixação da mente em uma determinada imagem durante um longo período, para que o desejo seja canalizado.

  • Cantar


Cânticos são usados por bruxos e bruxas durante os rituais, sejam solitários ou em covens, para demonstrarem o desejo ou a intenção dos bruxos e bruxas presentes na cerimônia. Cantar o que se deseja é uma forma de se comunicar com os Deuses, mostrando o seu estado de espírito.

Os cânticos aqui mencionados não são comuns, ou seja,não são simples músicas compostas por cantores para entretenimento. As músicas dos bruxos e bruxas muitas vezes são feitiços, encantamentos, maldições ou bênçãos. São músicas especiais compostas por bruxos e bruxas de forma mágica.

Não são apenas para diversão ou lazer, mas para realizar magia!

Somente iniciados na magia conseguem compor músicas mágicas, mas os neófitos também podem compor suas próprias músicas, ou cantar as mais conhecidas, para comunicarem-se com os Deuses e com a natureza.

  • Meditando com o tambor


Xamãs de todo o mundo sempre usaram o tambor para alterarem a consciência. O uso do tambor, com batidas ritmadas e sequenciais é uma das mais poderosas técnicas para a indução ao transe.

Muitos bruxos e bruxas utilizam o tambor em sabbats e esbats, mas também pode ser utilizado em rituais solitários para meditação. Neste caso, a magia está na melodia e na capacidade dela de transportar o bruxo ou a bruxa que está tocando para um estado de transe.

Comece meditando da seguinte forma: pegue um tambor, feche os olhos e comece a tocar lentamente, com movimentos suaves e sons baixos. Á medida que sentir o espírito mais leve, deixe-se conduzir pela música e toque no ritmo que preferir.


Assista este interessante vídeo do nosso canal