Ritual para comemorar o Samhain (Halloween)





  • Objetos

Monte um altar com os seguintes objetos:
    • 2 Velas negras
    • 1 guirlanda feita com flores do outono (caso não tenha, coloque no altar apenas as flores)
    • 1 Coroa do Deus Cornudo (simbolicamente trata-se de uma coroa com chifres, mas pode ser substituída pela cornucópia no altar)

Para o ritual
    • 4 Velas vermelhas
    • Trajes de celebração na cor preta ou laranja
    • Uma fogueira ou caldeirão com fogo dentro (pode ser uma vela acesa dentro)
    • Sal suficiente para traçar o círculo mágico no chão e ainda sobrar
    • Bilhetinhos com nomes de pessoas, sentimentos ou qualquer outra coisa que o bruxo queira bem longe da sua vida 


  • O ritual



Vista-se adequadamente com trajes de celebração na cor preta ou laranja, depois, faça um círculo mágico bem grande (com o sal) e coloque uma fogueira ou caldeirão com fogo no centro.


  • 1ª Parte do ritual
Em cada ponta do pentagrama do círculo mágico, coloque uma vela vermelha e dedique-as aos quatro elementos. Em seguida diga em voz alta ou em silêncio:
"Ó Deuses amados por todas as bruxas, abençoem este nosso sagrado Sabbat,
tua humilde serva pôde reunir-se a Vós hoje,
no amor, na alegria e na felicidade.
Abençoem meu ritual esta noite com a presença dos espíritos dos mortos".


Vire-se para o norte com os braços erguidos para cima e invoque o Deus Cornudo com o seguinte poema:
"Deus masculino,
Cornudo divino,
Esteja comigo esta noite, 
Dê-me poder e visualização, através dos mortos."

  • 2ª Parte do ritual
ATENÇÃO: ESTA PARTE DO RITUAL É OPCIONAL, CASO NÃO QUEIRA FAZER PULE PARA A PARTE 3.

Vire-se para a ponta do pentagrama que simboliza o espírito do bruxo ( a que fica na parte de cima do pentagrama) e feche os olhos enquanto mentaliza os entes queridos que já morreram ou seus animais de estimação, caso prefira. 

Após este momento de homenagem e amor aos mortos, abra os olhos e posicione-se no centro do pentagrama, próximo ao caldeirão, e diga o seguinte:
"Terrível Senhor das sombras,
Deus da vida e possuidor da morte!
Agora dê-me o Teu conhecimento sobre os mortos,
abra e amplie minha clarividência, eu rogo por isto!
Abra os portões misteriosos por onde todos os homens um dia passam
e traga os espíritos perdidos para mim.
Que eles me sirvam para sempre, 
dizendo-me o que preciso saber,
revelando os segredos dos vivos!
Eis aqui, o toque do destino."

Feito isto, a bruxa recebe do Deus cornudo o dom da clarividência, pois apenas os espíritos podem revelar o que se quer descobrir.

  • 3ª Parte do ritual
Pegue um dos bilhetinhos e jogue na fogueira (ou no fogo do caldeirão) para que queime completamente e diga:
"Com o fogo te liberto.
Retire-se da minha vida.
Que os espíritos te encaminhem 
para bem longe de mim!"

Após dizer estas palavras, jogue um punhado de sal no fogo.


Repita este procedimento (dizer as palavras, queimar o bilhete e jogar sal) para cada um dos bilhetinhos, até queimá-los todos. Feito isto, desfaça o círculo mágico e deixe o fogo da fogueira queimar e apagar naturalmente, não o apague. Somente desfaça o altar após o fogo se apagar.


Assista este interessante vídeo do nosso canal










.

.