Desenvolvendo suas habilidades de bruxo(a)





Primeiramente deve-se entender que Wicca, Paganismo e Bruxaria são claramente sistemas de crenças espirituais e um modo de vida. 

É necessário estar sempre em contato com os Deuses, comemorar os Esbats e Sabbats, além de praticar feitiços e visualizações. O poder de um bruxo(a) só aumenta com estas práticas.

O(A) bruxo(a) pode praticar sozinho(a) ou em uma coven, o importante é ter em mente que não há hierarquia e nem dogmas rígidos a serem seguidos. Para aqueles que participam de uma coven, deve-se saber que o máximo de integrantes que pode existir em uma coven é 13 membros. Este número não é aleatório e possui um significado místico. Grupos grandes, com muitos participantes, não conseguem realizar feitiços. O segredo da magia é a discrição.

Covens com 3 ou 4 membros são as ideais, pois quando se reúnem, praticam bruxaria sem interferências e seus membros desenvolvem um vínculo de grupo muito forte.

Para desenvolver suas habilidades é fundamental estudar e praticar. Após compreender os conceitos básicos da bruxaria, deve-se iniciar a prática com intensidade e aqueles feitiços e práticas que obtiverem êxitos devem ser registrados no Livro das Sombras.

A magia é sentida e vivida por cada indivíduo de forma diferente. Após tornar-se um iniciado(a) o(a) bruxo(a) verá o mundo de uma maneira distinta das outras pessoas, tudo será mais nítido e real do que para os comuns.

O Livro das Sombras é uma ótima forma de perceber a evolução do(a) bruxo(a), pois a complexidade dos encantamentos e dos rituais indicam o nível do(a) bruxo(a). Tenha o livro sempre protegido e escondido. Ninguém, além do próprio(a) bruxo(a) poderá ter acesso a ele.

É natural que o(a) bruxo(a) aumente sua intuição e mediunidade à medida que for estudando e praticando a magia.  Na bruxaria não há uma ritualística a ser seguida, o(a) bruxo(a) é seu próprio guia espiritual. Não há um mestre para orientar. É uma autoevolução.


Assista este interessante vídeo do nosso canal













.

.