Grimório de Abramelin

O Livro da Magia Sagrada de Abramelin, o Mago, conta a história de um mago egípcio chamado Abramelin, que ensina um sistema de magia a Abraão o Judeu. Acredita-se que ele viveu entre 1362 a 1458.



O texto descreve um elaborado ritual cujo propósito é obter o Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião. As preparações são elaboradas, difíceis, e longas. Todos os textos alemães decrevem uma duração para a operação de dezoito meses antes que qualquer contato divino seja conhecido. Na tradução de Mathers, a fase inicial da operação dura apenas seis meses.
Durante o período da operação, o magista precisa diariamente orar antes do sol nascer e novamente ao pôr do sol. Durante esta fase preparatória, existem muitas restrições: castidade, recusar bebidas alcoólicas, e o magista precisa conduzir seus negócios com escupulosa justiça.
Após a fase preparatório ter sido completada com sucesso, o Sagrado Anjo Guardião do magista aparecerá para revelar segredos mágicos. Uma vez que isso é feito, o magista deverá evocar os 12 Reis e Duques do Inferno (Lúcifer, Satan, Leviathan, etc.) e atá-los. Através disto, o magista ganha comando deles e remove suas influências negativas de sua vida. Adiante, estes espíritos deverão entregar um número de espíritos familiares (quatro familiares principais, e muitos outros associados com uma série de quadrados mágicos de palavras e talismãs providos no Quarto Livro).
Os objetivos mágicos para os quais os demônios podem ser empregados são típicos daqueles encontrados em grimórios: ao praticante é prometida a habilidade de encontrar tesouros enterrados, realizar encantos de amor, a habilidade de voar, e o segredo da invisibilidade - listando apenas um pequeno número de exemplos.
Quadrados mágicos são apresentados destacadamente nas instruções para executar estas operações, assim como receitas para um óleo de unção (pego de Êxodo 30), popularmente usado por magistas cerimoniais sob o nome de Óleo de Abramelin. Existem também muitas outras ferramentas - tal como uma lâmpada sagrada, uma Baqueta feita de um galho de Amendoeira, uma receita para incenso conhecida hoje como Incenso de Abramelin (também de Êxodo 30), vários Robes, um quadrado ou prataria de sete lados de prata ou cera de abelha, etc.
Porque o trabalho envolve a evocação de demônios, a operação de Abramelin tem sido comparada à Goetia, especialmente por estudantes europeus. No entanto, o foco primário do texto é sobre a invocação do Sagrado Anjo Guardião, e obras modernas sobre o assunto tendem a focar sobre este aspecto.

Ritual

"O aspirante tem que ter uma casa protegida de observação e intromissão. Nesta casa deve haver um oratório com uma janela para o Leste, e uma porta para o Norte que abre em um terraço ao término de qual deve ser uma loja. Ele tem que ter um Robe, Coroa, Vara, Altar, Incenso, Óleo de Unção e um Lamen Prateado. O terraço e a loja devem ser comberta com areia de qualidade. Ele se retira gradualmente do intercurso humano para se devotar cada vez mais à oração no espaço de quatro meses. Ele então tem que se ocupar de dois meses em oração quase contínua, enquanto vai falando o menos possível com qualquer pessoa. Ao término deste período ele invoca um ser descrito como o Sagradado Anjo Guardião que aparece a ele (ou a uma criança usada por ele), e que escreverá em orvalho no Lamen que está no Altar. O Oratório não está cheio com Divine Perfume que o aspirante está acendendo."
"Depois de um período de comunhão com o Anjo, ele cita os Quatro Grandes Príncipes do Mundo de Demoníaco, e os força a jurar obediência."
"No dia seguinte ele chama a sua frente e subjuga os Oito Sub-Príncipes; e no dia seguinte, os demais Espíritos que servem a estes. Este Demônios inferiores, dos quais quatro agem como espíritos familiares, então operam uma coleção de talismãs para vários propósitos. esse é um breve relato da Operação descrita no livro."



A magia prática de Abramelin (encontrada no Livro III no texto francês e Livro IV no original alemão) centraliza-se sobre um conjunto de talismãs compostos de quadrados de palavras mágicos. Estes são similares aos quadrados mágicos tradicionais - embora costumem ser compotos por números, enquanto os quadrados de Abramelin contém letras. Comumente quadrados de letras são usados como jogos ou quebra-cabeças em jornais. No contexto de Abramelin, o foco se torna místico - de tal forma que cada quadrado contém palavras ou nomes que se relacionam ao objetivo mágico do quadrado. Um paralelo é encontrado no famoso quadrado Sator Arepo Tenet Opera Rotas, uma versão alterada.
Um quadrado para "viajar no ar, sobre uma nuvem" contém a palavra NASA. A maior parte dos quadrados estão baseados aparentemente em escolhas de palavras do hebraico, arábico, latim, grego, caldeu e outras línguas.
Por exemplo, o quadrado entitulado "Para caminhar sob a água por quanto tempo quiser" contém a palavra MAIAM, o hebraico e arabico para "água". Um quadrado para recuperar tesouros começa com a palavra TIPHARAH, que pode significar "anel dourado" em hebraico e é também o nome de uma sephirah na Árvore da Vida.