Grimórios Históricos





  • Grimori Honorii Magni


O polêmico Grimório do Papa Honórius III - O Grande, traduzido para o idioma português pela E.I.E. Caminhos da Tradição.  Os ensinamentos secretos de Alta Magia encontrados nos Manuscritos deixados pelo Pontífice, escritos por volta do ano de 1200, revelam que ele realmente foi um Grande Mago que conseguiu alcançar o mais elevado posto dentro da Igreja Católica, chegando a ser considerado o representante da vontade de Deus na Terra. Governando desta forma aos governantes e monarcas de sua época. Mantendo desta forma, por dez anos, em suas mãos o verdadeiro poder  teocrático e sócio-econômico de sua época.

  • Enchiridion Leonis Papae


Foi para Carlos Magno que o Papa leão III organizou este  Grimório, para garantir o seu poder temporal na Terra sob todos os homens, todas as mulheres e todas as riquezas! Este poder deveria estar nas mãos de seu protegido, pois ele como Papa deveria manter as aparências. no entanto, enquanto o Carlos Magno dominava à tudo e à todos, não passava de uma marionete nas mãos Papa!
Grimorium Verum (retirado do wikipedia)
O "Grimorium Verum" (latim para Grimório da Verdade), é um livro de magia, ou Grimório, supostamente escrito por "Alibeck, o Egípcio", em Mênfis em 1517. Os estudiosos concordam que tal alegação não é verdadeira, pois há muito tempo, Mênfis estava em ruínas na mesma data, em 1517, e que o livro realmente decorre no século 18, com as primeiras edições aparecendo em francês e italiano. Grande parte deste pequeno livro, foram traduzidos por Arthur Waite e publicada no livro, O Livro das Mágicas Cerimôniais, em 1911, onde Waite escreveu:
"A data especificada no título do Grimorium Verum, é inegavelmente fraudulenta; a obra pertence nos meados do século XVIII, e Mênfis é Roma."
Uma versão da Grimoire foi incluído como "as clavículas de Salomão: Livro 3", em um dos manuscritos em Francês de S. L. MacGregor Mathers, incorporada em sua versão de A Chave de Salomão, mas foi omitido da 'peça' com a seguinte explicação:
"No final, há alguns excertos do Grimorium Verum, com os Selos dos espíritos malignos, que, como eles não pertencem à Chave de Salomão, propriamente, eu não dei. Para a classificação evidente da 'Chave', está em dois livros e nada mais."
Idries Shah publicou também, uma parte dele em "The Secret Lore of Magic: Book of the Sorcerers" ("O Segredo do Conhecimento da Magia: Livro dos Feiticeiros"), em 1957. Como muitos grimórios, alega a origem do Rei Salomão.

  • O Heptameron Ou Elementos Mágicos


Do filósofo Pietro d’Abano, O Heptameron é um dos quatro maiores livros de magia na história da humanidade. Juntamente com A chave de Salomão, o Grimorium Verum e A Constituição do Papa Honório. Pietro de Abano, baseado nos livros de Agrippa, especialmente, achou que o trabalho era excelente, porém escrito somente para aqueles que já possuíam conhecimentos nas Artes Mágicas, por isso escreveu este livro para que qualquer pessoa leiga pudesse realizar um ritual de magia evocatória.