Ritual para comemorar o Litha, ou Solstício de Verão






É comemorado no dia 21 de dezembro, no hemisfério Sul,  ou no dia 21 de Junho, no hemisfério Norte. Os pagãos acreditam que durante o Litha a Terra encontra-se banhada pela fertilidade da Deusa e do Deus, estando este no auge de suas forças.

Como o Deus apresenta-se à humanidade através do sol, durante este período do ano os dias são mais claros e mais longos que as noites.

É também um período onde o Deus compreende que após o apogeu de suas forças ele enfrentará seu declínio e morte, isto é um simbolismo que indica a inconstância da vida.

Neste Sabbat os bruxos e bruxas de alto nível fazem feitiços complicados, que exigem uma grande carga de energia, utilizando o poder do Deus para potencializar suas forças. Algumas magias de rompimento são muito bem sucedidas neste período, porque após o Litha o Deus se despede da Deusa e parte para a morte.

Costuma-se realizar rituais durante a manhã, utilizando flores como o girassol, a azaleia e a petúnia, pois estas plantas necessitam de muita luz solar. Os rituais são alegres e vivos sendo o altares adornados com ervas e objetos de cores fortes como vermelho, amarelo, laranja, etc.

Os wiccanos costumam celebrar este solstício com grandes fogueiras e muita luz, alguns preferem comemorações noturnas ou no final da tarde, a fim de evitar o calor intenso do dia. 

Acredita-se que esta celebração é de origem romana e que este povo antigo celebrava o dia mais longo do ano com exibições de lindos atletas, exaltando a beleza do corpo humano.

Os celtas incorporaram a este Sabbat o costume de colher flores no campo e depositá-las em córregos, oferecendo-as às fadas e pedindo a ajuda destas para realizar seus desejos. Este povo antigo acreditava que durante o Litha o mundo das fadas permanece aberto e elas entram em contato com a humanidade.

Para os pagãos este Sabbat celebra a abundância, luz, alegria, calor, plenitude e o intenso brilho do Sol que gera a vida. O Deus está no auge do seu poder e destrói qualquer força negativa com sua luz e amor.

Para os bruxos e bruxas este é o momento em que a Deusa é fertilizada pelo Deus e ele começará lentamente sua caminhada rumo ao País de Verão, morrendo no Samhain.

CELEBRAÇÃO DO LITHA


Este é um ritual para pedir coragem, energia e saúde. Pode ser realizado tanto por bruxos e bruxas solitários como por um coven.

  • Objetos
1 Caldeirão
2 Flores que necessitam de muito sol para crescer (alfazema, girassol, etc.), podem ser sete iguais ou diferentes
1 Athame
2 Litros de água
2 Pedaços de papel com um desejo escrito em cada um deles (no caso do coven cada membro escreverá dois desejos em dois pedaços de papel)
2 velas
  • O ritual
Monte um lindo altar, de preferência ao ar livre, e coloque sobre ele o caldeirão com água, as velas acesas, o athame e as flores. Faça um círculo mágico ao redor do altar, de modo que este fique dentro do círculo, e inicie o ritual oferecendo aos Deuses sua devoção e amor, dizendo (no caso do coven todos devem dizer juntos):

"Força masculina do céu, força do sol, 
eu (ou nós) invoco (ou invocamos) o seu poder em nome dos grandes bruxos Merlin, Balin, Arthur, Lugh e Herne.
Retorne para a terra e traga sua luz.
Expulse do mundo a escuridão e proteja-nos com a sua luz."

Coloque as flores dentro do caldeirão com água e mexa com movimento horário, dizendo (no caso do coven todos devem fazer isso juntos):

"água, clareza, flores, beleza,
poder, magia, Deus viril, Deusa fértil."

Continue mexendo sem parar e jogue seus desejos, escritos nos dois pedaços de papel, dentro do caldeirão, dizendo (no caso do coven todos devem fazer isso juntos):

"Corrente que circula,
que tudo envolve,
que a força divina me dê o que eu quero."

Pare de mexer a água e segure o athame (no caso do coven apenas um membro faz isso) e mergulhe a pontinha do athame na água, tocando com a ponta molhada em seu coração (no caso do coven todos os membros devem ser tocados no coração) e diga:

"Da água para a terra
do céu para o corpo,
o divino está em mim (ou em nós)."

Observação: Diga estas palavras ao tocar o coração de cada um dos membros do coven.

Finalize o ritual agradecendo aos deuses e desfaça o círculo mágico. Jogue a água com os desejos e as flores em água corrente e peça às fadas que realizem seus desejos.

Assista este interessante vídeo do nosso canal